sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

SAUDADE


Por conta de tanta conversa de Natal, de festa, de reuniões de família e amigos, de repente, mesmo, mesmo agora fui atacada por uma saudade grande, grande, uma saudade boa daquelas que chegam a falar baixinho ao nosso ouvido ecos de dias passados.

Fecho os olhos estendo os dedos e sinto o teu perfume, os teus cabelos lisos e finos, vejo o teu sorriso aberto, franco e esses olhos grandes, lindos, limpos de quem está de bem com a vida, a gargalhada fácil, os eternos gestos de brincar. E o sol brilha apesar de já ser noite e sinto uma brisa morna de primavera.

Tenho saudades tuas, sinto, sentimos todos, a tua falta mas sei que como sempre, estarás no meio de nós meu amigo .

5 comentários:

Anónimo disse...

Pois é, querida Tita...
Saudade...

Como te entendo.
Não se define, ou define... Mas sente-se sempre com tanta intensidade. Dói sempre. Muito. Não esmorece, não passa.
Adormece. E fica ali dentro de nós... Para ao mínimo solavanco despertar pensamentos de angústia, com ternura e mais afectos à mistura...

Um beijinho daqui até ao seu, Tita.

ovo*

Thunderlady disse...

Esta é uma época em que quer se goste dela quer não os que fisicamente não estão entre nós são os que mais nos companhia nos fazem e mais ocupam os nossos pensamentos. Pelo menos comigo é assim, e lá me vou torturando a tentar lembrar-me de como eram os natais quando algumas pessoas eram vivas ou faziam parte da vida, fisica ou não.

Bjs
:)

pensamentosametro disse...

Meninas,

Este amigo em particular faz-me sempre falta, porque era bom, porque era honesto porque deve ter sido a melhor pessoa que já cruzou o meu caminho.

OS bons partem cedo, os muito bons, antes dos 40.

Já lá vão uns bons 15 anos, esta saudade já não causa angústia, doi de forma mansa, quase reconfortante.

Bjos

Tita

Ovinho Estrelado disse...

Deixo um beijinho! a pretexcto de vir exibir o meu novo avatar!!

:)

Thunderlady disse...

Ahaha, tinhas que vir mostrar o teu biquini novo! Ahahah