sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

ANJOS

Andy Warhol

Chegam com fome, tristes, zangados, revoltados, irados, perdidos.

Com todas as marcas de sentimentos demasiado pesados para a sua pouca idade.

Vêem com as marcas da fome, do desprezo, do abandono, da maldade, do vício.

Trazem o estigma dos que a sociedade não quer ver, dos esquecidos dos não amados, dos que ninguém quis, são os marginais em potência, os criminosos de amanhã, dizem.

Quem os recebe não acredita em tal destino e depois de morta a fome do corpo, começa-se a alimentar a alma, persistentemente e quando o carinho e a dedicação, o desvelo, conseguem um vislumbre de uma mudança de direcção surgem os sorrisos e aí tornam-se, ainda que de cara suja, anjos e cantam como tal .

8 comentários:

Thunderlady disse...

Ainda há milagres e anjos são também quem faz esses milagres acontecerem, quem tem esperança nesses anjos de que falas e acredita que sacudidada a dor possa brilhar o espírito do sonho.

Anjos são também vocês :)

Bjsss

Thunderlady disse...

*sacudida.

pensamentosametro disse...

Anjos são quem faz os tais milagres eu sou mera espectadora, apenas me amravilho com eles.:)

Bjos


Tita

fj disse...

anjos ou anjinhos?
bjs.




;)
posso?
quero um A. de natal...oubistes Vanda M. ?

fj disse...

já estou farto destas botas grandes.
:(




- como estamos na epoca de natal, quero uma fatiota nova e tu Tita, tb queres??

(isto é prá V.M.)

kris disse...

Ainda bem que temos anjos a cuidar de nós....:)

Thunderlady sem login disse...

Vanda Maria escutando, hihi

Desculpem a demora, só voltei aqui agora. FJ, já te mandei mail com as instruções.

:)

Bjs à Tita, ao FJ, à Ovita (que anda por aí, de certeza) e ao Taz

Anónimo disse...

Tita, minha querida!

Colecciono-os aos poucos: anjinhos oferecidos por anjos que passam pela minha vida.
Ontem recebi um lindíssimo de uma ex aluninha... Como se lembrou de mim aquela menina bonita, de laçarote no cabelinho...
Foi um anjinho que me fez sorrir todo o dia, só de pensar no acto simbólico e afectuoso da minha menina!

Anjos sem asas são também vocês, queridos amigos que estão sempre a enviar-me uma leve brisa de ar quando preciso. Mesmo quando não me queixo.

Beijinhos, querida Tita. Beijinhos.

ovo*

(Vandinha, obrigada pelo beijinho! não andava por aqui, mas chegou cá!)