quarta-feira, 8 de julho de 2009

UM DIA DESTES "PASSO-ME"


E juro que parto a cara a uma certa psicoparva.

Eu podia estar de férias na boa, tomando umas banhocas de piscina e beberricando Mazagrans sem ninguém que me importunasse, olarilas se podia.

Mas como fui péssimamente educada e me ensinaram sempre a pensar nos outros, a partilhar, e como não tenho cú para ficar em casa fazendo coisa nenhuma ou seja o acima descrito, aqui a bela Tita toca de importunar Deus e todo o mundo para arranjar transporte e contando sempre com o amor e boa vontade de um grupo de mulheres fantásticas, daquelas que não fazem pedicura, nem vão ao ginásio nem a centros de bronzeamento à pistola, mas que não hesitam em dar tempo que é seu vindo para o seu local de trabalho às 5 da manhã para prepararem merendas, águas, toalhas e fatos de banho para cerca de 23 meninos que de outra forma não teriam nunca um dia de praia, muitos nunca tiveram, aproveitem estes inesperados dias e possam ter um dia mais tarde, uma memória feliz.

Aqui a caramela de serviço e as ditas senhoras do coração gigante tudo têm feito para que os miúdos se divirtam e tenham dias felizes despreocupados de criança como deveriam ter e não têm tido esse direito que lhes foi negado ao longo da sua curta mas amarga existência.

Chegámos ontem cansados, rebentados mas felizes e a tal psicoparva, acabadinha de regressar das suas mini-férias Espanhoelas, espeta-me com esta: "Acho que a Tita está a cometer um erro terrível, completamente ao contrário do que mandam os manuais, está a mostrar-lhes um mundo que nunca estará ao seu alcance e isso não pode ser benéfico".

A estúpida já me tinha dito o mesmo pelo Natal e eu juro pelos Santos que se hoje volta a dizer-me o mesmo a convido a enfiar os manuais num sítio onde não se vê o sol...

Levo os putos à praia porque sim, porque são crianças como as outras que gostam de areia, de mar e do gelado depois do banho, não procuro agradecimentos nem gratificações, tão pouco comprar o lugarzinho no céu, para isso era preciso que o ano tivesse o dobro dos dias... que eu sei bem que não sou flor que se cheire.

O que me irrita, o que me põe em brasa é o fatalismo derrotista de quem devia puxar estas crianças para cima, para a luz, a claridade e não mantê-los no buraco onde se encontram e de preferência com a tampa posta, não vá a sociedade vê-los ...

16 comentários:

Rita disse...

Essa Psicoparva com certeza ganhou o Curso numa lata de Atum Bom Petisco. Nem sabes como essa gente me irrita, a mim que afinal de contas ainda sou meia Psico (afinal só me faltava ano e meio) essas e outras que tais como as Profs que perante um aluno mais fraco optam por o ignorar dando mais atenção aos melhores quando deveriam fazer exactamente o oposto...Se alguma vez alguma Psicoparva dessas vem falar comigo por causa das Rs leva uma corrida em osso que nunca mais exerce Psicoparvicie na vida.
Jokas

I. disse...

A praia? Um mundo que nunca vão poder alcançar? Nunca ouviu falar das colónias balneares? Olha que caraças.
Se lhes estivessem a oferecer Ipods, ainda percebia, agora uma ida à praia? Caneco, é um direito que todas as crianças deviam ter...

pensamentosametro disse...

Rita,

Nem mais, mas não vamos pôr todos/as no mesmo saco conheço algumas que são extraordinárias, acho que é mais uma questão de coração... Mas eu sou teimosa como tudo e quando decido uma coisa está decidido. Acaba lá o que te falta, tu tens coração de psico querida.

Ah e se alguma destas psicocoisa implicar com as minhas blogonetas está feita.

I. As colónias..., isso dava pan para mangas, para tudo é preciso ter sorte nesta vida... ainda bem que se me está mesmo a acabar a bateria do portátil senão um dia destes ainda soui arrecadada, eheh.


Bjos

Teresa Queiroz disse...

mais uma assinatura no abaixo assinado, contra a estupidez e egoísmo de todas as psicoparvas que se bronxeiam à pistola e não têm nada debaixo dos preciosos caracóis!

Me Hate disse...

Mas olha enquanto "te passas e não te passas", passa aqui por estes lados a ver se comemos uma sardinhada enquanto ainda é tempo dela... SIM????????? ;)

Ana Oliveira disse...

Tita

Não te passes, não vale a pena, deixa o teu coração mandar sempre...e não tentes explicar a essa psicotonta um mundo que ela nunca poderá entender, nem alcançar e só lhe pode ser prejudicial ao "bronze"!

Beijos

Ana

SONHADOR disse...

Apanhas gente assim, em todo o lado.

Beijos.

Fatima disse...

Tita tem calma!
Deixa-as poisar....

mimanora disse...

Há gente muito estúpida há...

najla disse...

Como também sou mais de acção do que de orações, acho que já me tinha passado com essa tal psicoparva! Mas porque será que (raras excepções, claro) essas ditas, julgam entender o mundo e julgam-se donas das mais verdades verdadinhas que existem?
Tita, nem que seja por um único dia, todas as crianças merecem sê-lo e senti-lo. Nem que seja por um dia....
E já agora, bem hajam muitas senhoras de coração grande (do tamanho do mundo) como tu e as outras senhoras. Começa a escassear gente ....humana!

beijos

pevides disse...

Infelizmente... acho que a maioria são psicoparvas com bronzeado à pistola e cabeça oca. Eu bem que conheci algumas de perto.
(Metem-me nojo!)

Beijinho pela tua capacidade de sonhar e anti-hipocrisia

Alminha ChéChé! disse...

a vida encarrega-se de dar lições as estas senhoras..

Thunderlady disse...

Mas essa gaja (tipinha ou fulana também serve) é estúpida ou gosta só de parecer?
Deixa-me adivinhar: quando era criança os pais mostraram-lhe o mndo que estava ao alcance dela e como ela não o conseguiu agarrar vinga-se nas únicas crianças com que lida e veda-lhes á única coisa que é nossa até ao fim: o direito a sonhar nem que seja uns momentos.

E se ela agarrar nos manuais, fizer uma fogueirinha com eles e aquecer o coração que anda geladinho?

De certeza que ela é habilitada? Começo a ter dúvidas. Uma ocisa é um canudo, outra coisa é instinto e vocação.


Estúpida.

(Ai c'a raiva Tita, c'a raiva!)

Bjs, boas férias, e falando bem e depressa, caga na tipa, pega nos miúdos e mostra-lhes isso mesmo, que sim, que além da praia estar ao alcance deles está lá PARA eles.

(mas porque é que há pessoas assim??)

volteface.book disse...

Eu só quero mesmo saber se lhe foste às "trombas" e peço já desculpa pelo palavrão.

entremares disse...

Pois... provavelmente, essa criatura iluminada julga ter sangue azul, praia privativa e direito a ser mais feliz que os outros.
Provavelmente também nunca lhe ensinaram a conjugar certos verbos, como partilhar, tentar... ou ensinar.

E, mais importante que tudo... talvez ainda não tenha percebido que nem tudo tem que ter uma paga. Porque tem.

Só não da maneira que ela pensa...

Fica bem. Gostei muito do que aqui li.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Desculpe, mas essa personagem a que se refere não é psicoparva... é completamente idiota!