quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

ESCAPADELA




Saio de casa e no último minuto decido não virar à esquerda mas sim à direita. Rumo a Santarém, a minha cidade, minha e de tantos outros até de quem aqui não nasceu e que a cidade amorosamente recolheu vindos de outras paragens.

Escassos dez minutos me separam da entrada, percorro o caminho sem pressas uma estrada de campo, a "horta do Lico" onde agora apenas pastam 5 ou 6 cavalos, as árvores começam a cobrir-se timidamente de rebentos frescos que irão dentro de alguns dias produzir as primeiras flores de olaia, pequenos tufos de vinagres são a prova viva de que a natureza acordou da invernia e já se espreguiça em direcção ao sol.

Entro na cidade a recolher a companhia que "recrutei" pelo telefone, estaciono perto do centro histórico e seguimos a pé.

Primeira paragem, obrigatória a Bijou para forrar o estômago, o cheiro intenso a café, torradas a manhã de pastelaria invade-me os sentidos, esta casa alterou-se modernizou-se ao longo dos anos mas ainda consigo vislumbrar a Bijou da minha meninice e adolescência, o João, o Sr. Fernando que diziam ser informador da pide..., sacudo a nostalgia, vamos ao que interessa, pequeno almoço devorado e pés ao caminho, quero dar uma volta pela cidade banhada pelo sol.

Lojas novas, fachadas retocadas reconstruídas, floreiras bem cuidadas e o sol, brilhante, vibrante num imenso céu azul, inspiro o ar frio da manhã e sinto-me feliz, sei que sou feliz nesta minha cidade renovada, limpa, retocada mas sempre bela. Gosto do que é nosso, aprecio o que vejo nas nossas viagens mas guardo felizmente, o discernimento para ver as diferenças, acho piada às pessoas que apenas idolatram o que é exterior ao nosso país, não sei se são só parvas, arrogantes, ignorantes ou o fazem apenas e só para se darem ares, bem mas isso são outras histórias.

Agora estou pronta, revigorada de olhos cheios de cidade, céu e sol rumo ao escritório onde me espera um dia, agora menos penoso de trabalho.

Tenham um bom dia.

15 comentários:

Vekiki disse...

Tita, a tua cidade esteve quase para ser minha também. Há sete anos atrás apaixonámo-nos por uma casa aí e por pouco não nos mudámos de armas e bagagens para o Ribatejo que faz parte da minha infância. Da Bijou, recordo com saudades os arrepiados e as celestes. Hum...era ponto obrigatório de paragem quando íamos para esses lados. A minha ascendência tem raízes em Alpiarça, Ferreira do Zêzere e Torres Novas :)
Bjs

Thunderlady disse...

Pronto, faz inveja, eu só dei a volta por Cascais / Marginal / P. Arcos sempre sem sair do carro.
Pronto, deu para sentir o cheiro do mar, ok, pronto...

:)

Bj

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

Não conheço muito bem, há dois anos quando fui à Festa dos Tabuleiros, não me recorda se andei por essas paragens.

Fika _______ bem!

PS - Reparei num dos teus widgets que gostas de boxers, eu tb. Tenho uma foto muito bonita, talvez seja o meu próximo post e assim indirectamente deste-me uma ideia.

pensamentosametro disse...

Vera,

Pois, tinha que ser esse teu lado sonhador tem muito a ver com o Ribatejo;))


Vanda Maria,

Pelos vistos hoje foi dia de passear que a vidinha não é só trabalho, certo??

Jota Ene,

Olá, olá, seja bem aparecido.
Eu não gosto de boxers, tenho paixão absoluta o da foto é o meu "neto".


Bjos



Tita

SONHADOR disse...

qualquer dia, ainda me faço à estrada e faço-te uma visita.

beijos.

Ovinho Estrela(do) disse...

Eu sei. É feio.

Mas só me resta escrever:

I N V E J A

Por todos os motivos e mais alguns! ;)


E, um dia, eu a passear-me aí de bracinho dado a ti, qual cenário maifofo?!?? Eu a dizer disparates! E tu a revirares os olhos! :D

Arranjas-me cunha num colégio? :D


(agora vem a dos jokos dizer que também quer ir para aí!! ahahaha)
Beijo enorme!

kris disse...

Conheço tão bem os lugares das fotos....

e a bijou...ai os pampilhos..que perdição...

gostei muito e gosto muito de Santarém...quentíssima no verão, e gelada no inverno :)

linda cidade...

beijo*

fj disse...

Linda! logo hoje q saí apenas da toca por 2 minutos e tive tão pertinhoo de ti....ás 10h BCP millennium...onde andavas TU? bem podias ter apitado, né?...era só percorrer uns escassos 100 metros D. Tita.
Bjinhos
fj

Mariana disse...

As Celestes da Bijou, exactamente! E como se chamava aquela Senhora amorosa que tinha uma lojinha na rua direita, no largo do Centro de Línguas, ao lado da antiga Ucal com os melhores bolos do mundo, feitos por ela?

Ai que bom...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A maioria dos portugueses não conhece o seu país. Fizeram cruzeiros no Nilo e nas ilhas gregas, mas nunca desfrutaram os prazeres de um cruzeiro no Douro,por exemplo.
Alguns portugueses fazem-me lembrar aqueles tipos que acentam num caderninho o nº de mulheres com quem já foram para a cama, mas não souberam saboirerar os momentos, porque estão mais preocupados com a estatística.

wednesday disse...

Estive lá há pouco tempo, de fugida... Mas haviam muitas obras. Espero voltar em breve e disfrutar do resultado... :)

Anónimo disse...

BEIJOOOOOOOOOOOOO!!

:)))))))))

;)

É hoje!!! :D

ovo*

pensamentosametro disse...

Sonhador,

Promessas, promessas...


Ovita,

Esse dia já esteve mais longe e olha que vale a pena.

Kris,

Sem tirar nem pôr, faz favor de dizer alguma coisa quando cá voltares.

FJ,

Confesso que não pensei em nada foi uma coisa do momento, para a próxima pito.

Mariana,

A lojinha era "A Relíquia" cuja especialidade era o bolo com o mesmo nome - uma coisa do outro mundo. Quanto às enhoras quee ram duas só me lembro do apelido, Veríssimo, tias de uma grande amiga mas vou perguntar À minha mãe pode ser que se recorde.

Wed,

Ainda há por lá obras mas o resultado já se pode ver. Quando vieres com mais tempo diz sempre se bebe um café e come um celeste ou um arrepiado.


Ovita,

E o resultado foi excelente. Estamos aqui estamos a ter que formar um grupo para gerir a carreira da nossa estrelhinha.



Bjos


Tita

pensamentosametro disse...

Carlos,

Não podíamos estar mais em sintonia. Este pedantismo irritante do novo riquismo bacoco de quem não conhece nada do seu próprio país e adora desenrolar histórias de paragens distantes encafuados em hoteis franchisados e estereótipados dá-me uma volta tremenda ao estômago.

Bjos



Tita

kris disse...

tita

"xim senhôra"

:) beijo