quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

DOS MORTAIS, DOS ANJOS E DOS DEMÓNIOS




Há muitos anos tive a sorte de conhecer uma família Persa que saíra do seu país natal ao mesmo tempo que o Xá, Reza Pahlevi, quando da revolução que viria a dar origem ao Irão, votando-se a si mesmos a um exílio voluntário.


Não tendo a arrogância de me auto-proclamar especialista na Bíblia e no Corão, posso afirmar que conheço relativamente bem os fundamentos de cada um dos livros sagrados .


Tive a felicidade de fazer amizade com o filho mais velho da família o H., família bastante liberal, ligados ao ensino, convictos da sua Fé, tal como eu e como eu não fundamentalistas.


Foram-me calma e pacientemente explicados e "traduzidos", aquilo a que chamo pontos quentes do Corão e que dizem respeito a muitas coisas, não só à condição das mulheres.


Esta amizade prevalece até hoje com todas os nossos pontos convergentes e divergentes.


Concordamos num mar de coisas e discordamos outro tanto noutras. É certo que o fundamentalismo dá uma imagem completamente errada do que é ser Muçulmano, como também é absolutamente verdade que o Sr. Cardeal Patriarca esteve sempre certo em cada palavra que proferiu e não entendo, não sou capaz de perceber como e porquê uma simples conversa entre amigos foi encosta abaixo até ao pote do politicamente incorrecto.

9 comentários:

Mr X disse...

Os meandros do poder...

Si disse...

Há pessoas que não se podem dar ao luxo de ter essas conversas entre amigos, nem de exprimir certas opiniões de uma forma tão displicente. Muito menos neste momento em que a israelitas e palestinianos estão na ordem do dia, fundamentalismos exarcebados fazem parte da política actual e muito menos ainda, quando, quem a profere, tem um lugar de destaque na vida social e religiosa de um país.
Intencional? Até pode não ter sido, mas o que conta é o que foi dito e daí se fez notícia...

C NARCISO disse...

Há pessoas que tudo fazem para criar intrigas e guerras- atrevo-me a dizer que é a comunicação social!
Depois temos os "Zés" que não querem ou não sabem pensar por eles próprios e "engolem" essas "tretas".

Vekiki disse...

Sobre este assunto já escrevi ontem. Pondo a minha opinião de lado, subscrevo o que diz a Si.

Anónimo disse...

Acho que se podia sempre ficar pela... "Reza"... e deixar de lado o poder... ;)

M.H.

Jedi Master Atomic disse...

Eles são fundamentalistas numas coisas e nós, em outras. Mas nesse aspecto, quem ganha o prémio são os EUA !!! Mais fundamentalista que eles não conheço !!!

Thunderlady disse...

Olha, não consigo comentar. Já sou uma ignorante tamanha no que toca à Bíblia e do corão então... não conheço nada mesmo!

No fundo todoas as religiões deviam apelar à tolerância e respeito ao próximo, certo? Isso parece existir entre vocês.

Bjs

Ovinho Estrelado disse...

Minha amiga!
Eu que sou católica "praticantíssima" acabo por ser tida, entre o meu círculo, como a ovelha ranhosa do rebanho. Pois que aderi à pílula antes do casamento. Pois que aderi ao preservativo e adiro, vá! Pois que as relações sexuais antes do casamento não me chocam, nem as relações homossexuais, nem o que quer que seja. Odeio os fundamentalismos vindos da igreja católica. Como odeio os fundamentalismos de outras religiões. Mas este "ódio" - entre aspas que é forma de expressão, sei lá eu o que é o ódio. Eu que sou pessoa tão fofa... - não se converte em falta de respeito por ninguém. Não me massacrem é muito com o que eu TAMBÉM acho.
E sim. Sou de missa dominical e comungo e faço tudinho.
MAS respeito quem fsz tudinho como eu e ainda mais umas coisitas e quem não faz nadinha.

Eu quero é que todos sejamos amiguinhos e felizes.

O senhor, coitado, disse o que tinha a dizer, falando para "amigos". Pois que se lixou. Montou-se o circo!

Não sabem é que os palhaços são eles mesmos - os da organização da tareia ao dito.


Sou tão, mas tão amiga de uma testemunha, daquelas que já mandam e tudo, de Jeová!

Beijo, Tita!

ovo*

technology disse...

cheap handbags
evening handbag
handbags online
ladies handbag
luxury handbag