sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

"PENSEMOS" OUTRA VEZ


Curiosamente foram todos mal direccionados, eu falava mesmo de lixo, lixo, detritos, do que fica a pairar que foi descartado, posto de lado.

Mas como o tema me agrada, vamos a ele que eu não me pauto pelo número de visitas ou de leitores e gosto muito de que quem aqui vem não venha ao engano.
A blogosfera não tem para mim o peso de uma fera, nem de coisa nenhuma é tão só e apenas o que está escrito na apresentação do blogue.

Não me alimento dela, não é veículo para coisa nenhuma nem estrada para qualquer destino como acontece com tanta gente, surgiu acidentalmente e não substituiu nada nem ninguém na minha vida, nem tão pouco é trampolim para lum qualquer almejado lugar.

Não a uso para mostrar ou provar nada a ninguém, é apenas um ponto de encontro, de convívio, nada mais.

É certo que pelo caminho conheci algumas pessoas que valem muito a pena, algumas já passaram da virtualidade à realidade, outras passarão se houver oportunidade, naturalmente sem sofreguidão de coleccionador, sem segundas intenções, apenas porque eu quero e o outro também.

Admito que sem a ajuda da blogosfera com dificuldade a minha vida se teria cruzado com algumas outras vidas, gentes que prezo e que adorei conhecer .

Reconheço que tive uma época em que me aborreci bastante com coisas sem a menor relevância, vivia ainda o período de ingenuidade, tinha aqui como na minha vida real a convicção de que as pessoas são puras de coração e nos enfrentam de cara lavada que sentem as palavras que proferem, não podia estar mais enganada.

Hoje, sou grata à blogosfera, especialmente aos que me chamaram levianamente amiga, aos que me desiludiram e enganaram com falsas palavras de amizade e apoio.

Assumo sem falsos pudores a minha excessiva confiança na raça humana, que aprendi já na idade madura a preciosa lição que me deixou mais serena mais calma e a esperar muito menos das pessoas, é certo que também me dou muito menos hoje do que então e confesso que isso nem sequer me incomoda. Tenho colhido deste chão, algumas boas amizades, coleccionado empatias que tenho comigo guardadas.

O resto, aprendi a reconhecer, a descartar e a deixar exactamente em sítio próprio, no lixo.

20 comentários:

Pepper disse...

Eu relativamente a esse "lixo" coloco-o directamente na incineradora!

Beijos titia linda! :)

mimanora disse...

Esse lixo nem me incomodo a separá-lo para a reciclagem.
E estou como tu, cada vez espero menos das pessoas e cada vez prezo mais os meus verdadeiros amigos!
bom fim-de-semana!!!

Ana Oliveira disse...

E leva muito tempo a perder as inocência??
Deixar de acreditar nas pessoas e estar sempre à espera de segundas intenções era a última coisa que eu queria que me acontecesse!
Mas a lição vai chegando...com pena minha.

Beijos

Ana

Mr X disse...

Quanto te compreendo, cara T.

pensamentosametro disse...

Pepper,

Mas isso és tu, uma miúda despachada,

mimanora,

olá, seja bem aparecida.É isso mesmo correr cada vez menos atrás de foguetes :) e estimar o que temos.

Ana,

Como no amor entro sempre nas amizades de coração aberto e apra a vida. Esta postura recente não me leva a não confiar, leva-me sim a ser mais cautelosa e não ir logo com tudo para os relacionamentos.

X,

Mas podemos tornar-nos cautelosos sem nos tornarmos empedernidos.


bjos


tita

fjorge disse...

tb costumo deixar em local proprio, mas ás x acontece esquecer-me de o deixar no sitio certo. Depois quando me lembro que tal não aconteceu, revolto-me...por não o ter eliminado a tempo da minha vista.
beijinhos e ...
bom fim de semana

Thunderlady disse...

Tita, onde é que se assina por baixo? Deixa-me ir pôr os óculos e afiar o aparo da caneta. Ah, e o mata-borrão, isto merece pompa e circunstância :)

Bjs!!

Rita disse...

A esse tipo de lixo eu nem sequer dou a importância de sujar as minhas mão para pôr no contentor...
Jokas

Gi disse...

Pensar outra vez e repensar outra vez.
Eu agora faço uma coisa que aprendi aqui contigo, passo por cima;
O lixo, se tiver pernas, tem que correr.

Não ligues, mas eu hoje estou assim, mais parva que nos outros dias.

Anónimo disse...

Bem, e enquanto a Vanda assina, eu aplaudo de pé!

Depois, assino eu!

Beijo cheio de admiração e orgulhosa por, algum dia, nos termos cruzado neste maravilhoso mundo! (Adoro esta expressão, pronto!)

Ovo*

Linda disse...

Bom Dia!!!
Já sou visitante deste blog á um tempo, acho que nunca deixei aqui nenhum comentário, ás vezes tenho um pouco de receio( ainda sou um pouco novata nisto)
Hoje ao ler o post do ovinho estrelado e depois de ler o seu post apeteceu-me comentar.
Vamos lá a ver! Se na vida real em que conhecemos as pessoas minimamente, julgamos que nunca na vida nos iriam desiludir e apanhamos valentes desilusões!
Aqui as pessoas escondem-se atras de nomes que nem são verdadeiros, não têm rostos e podem inventar o que quiserem, confesso que estou sempre de pé atras e as vezes é fácil apanhar os mentirosos, também já fiz aqui amigos que de virtuais se tornaram reais e bons amigos.

Quanto ao dito lixo blogosférico existe o ecoblog onde se mete tudo e segue para e blogoicineradora.

Bjs
Linda

Marta disse...

Concordo!
Fantástico post ;)
Bom fim-de-semana.

Anónimo disse...

Linda, aqui as pessoas que se escondem atrás dos nomes e nicks e blogs não deixam de ter obrigação de serem minimamente conscientes daquilo que podem fazer quando, por sua iniciativa, decidem atravessar a linha que vai entre o seu anonimato e a realidade, o "dar a cara", vá, como tanto se gosta de dizer. E este dar a cara pode passar por um encontro, pela troca de contactos de mail e de Messenger, de números de telefone. Eu sou um ovo estrelado e nem por isso me sinto abaixo de pessoas que têm blogs bem mais pessoais do que o meu e andam pela blogosfera a espalhar o rosto.
A Linda, por exemplo, não mostra o seu rosto, mas escolheu para seu nick o seu nome. Outras há que mostram a sua foto no perfil e que escolhem um nick para circular pelo maravilhoso mundo. Isso cada um faz como quer.
O resto... Lá está:
É sempre tudo uma questão de atitude.
Que as pessoas tomam aqui atitudes como as que tomam no seu dia-a-dia perante pessoas com quem lidam, não tenho a menor dúvida.
Aqui é tudo igual como lá fora. A meu ver.
Há pessoas boas, más, medianas, o que quer que seja ou que haja.
Na dita vida real também as há.
E se na vida real se conversa sobre quem é boa ou má pessoa, aqui também há o direito a opinar sobre quem por cá circula e nem sempre se revela ser a pessoa adequada. Não que seja uma má pessoa, mas uma pessoa menos adequada ao nosso perfil, que não se coaduna com a nossa forma de estar. E isso não tem mal nenhum. Acontece é que aqui as pessoas ofendem-se com imensa facilidade e aí sim, escondem-se na capa da escrita, ora vitimizando-se, ora espingardando. Sem dar o direito ao outro de poder escolhar quem quer para "amigo" virtual-real.
Portanto, não me venham com coisas de que aqui é mais fácil encontrar-se gente que não presta do que lá fora. É IGUAL.
Eu conheço mares de pessoas há anos e que muito aprecio, assim como já cortei relações com outras. E aqui (agora falando da blogosfera) também já conheci pessoas fantásticas, bem como outras que, agradeço vivamente, não terem a lembrança de se cruzarem mais no meu caminho. Que me leiam, que me comentem (ou não), mas que me deixem sossegadinha. Se não deixarem, também, e em abono da verdade, o azar não é meu. Eu deito-me sempre descansada, vá. Até porque isto não é meu segundo mundo. Muito menos o primeiro. A blogsfera faz parte da minha vida como um outro corredor dela. É um corredor paralelo a tantas outras coisas que faço e às quais me dedico com prazer, diversão. Tento aqui, como no exterior ser boa pessoa e estar sempre atenta. Nada mais. Se há quem ache que eu nada valho, "temos pena". Não sou dona da verdade, nem cirei um blog para viver nem para fazer as amizades da minha vida. Essas estão no meu coração, estão lá fora. E, por acaso, algumas têm blog. Mas é só por acaso.

Aqui é como "lá fora".
E esta ninguém me tira.

Beijinhos, Tita.

ovo*

Ana Oliveira disse...

Olá Tita

Boa tarde
Vim para t dizer que te deixei um desafio no meu blog...se tiveres pachorra, praí virada, te der na gana!!!

Bomfim de semana

Beijos

Ana

Graça Lopes disse...

Eu também assino em baixo.
Ainda sou "nova" nestas andanças da blogosfera e, apesar de dar a cara e o nome, ainda não tive contratempos. Talvez tenha tido sorte com as pessoas com quem me tenho cruzado. Ainda não tenho lixo para a blogoicineradora mas se este aparecer, paciência, não vou deixar
de ser quem sou por causa do lixo que as pessoas deixam fora do lugar.
Bjs

Coragem disse...

E também eu aqui vim, sigo o caminho de um certo ovo estrelado - que tanto admiro - e eis-me a comentar um post, que também eu gostaria de assinar em baixo.

Quis escolher uma frase, uma unica para comentar, mas a verdade, é que, todas elas dizem o que sinto...
Também eu vou agradecendo, ter criado o meu espaço, é ele mais uma forma de reconhecimento do ser humano.

E hoje com 43 anos, estou com menos paciencia, para separar lixo - sei que não deveria - assim sendo, deito imediatamente fora, sem grandes aproveitamentos, mas também sem direito a grandes desilusões.

Deixo um sorriso

Opinador disse...

Até o lixo pode ter a sua utilidade. Aquilo que é lixo para nós, pode servir de alimento a muita gente.
Há, por esse Mundo fora, milhões de pessoas a viverem do lixo dos outros.
Cabe a cada um expurgar o que não lhe interessa e deixar para quem vier a seguir uma segunda ou terceira escolha.

Anónimo disse...

Olá, Tita! :)

Coragem, muito obrigada pelas palavras que escreveste a meu respeito. Agradeço e vivo-as da mesma forma em relação a ti! Obrigada, blogoamiga do meu chapéu de palha e do meu cigarro, à soleira da porta. Beijo imenso.

E ainda bem que vieste, ficas a conhecer este espaço virtual genuíno. Acredita que o é.

Beijo a todos os que se deram ao prazer de terem lido o post que linkei, principalmente aos que o comentaram e sentiram estas palavras.

ovo*

Anónimo disse...

Xiiiiiiiiii... Eu hoje estou assim para o bem educadinho!!
Agora reli-me e achei que parecia daquelas "chiques" que não brincam nem um segundo na blogosfera!! beijossssssssssss

ovo*

:)

Olá!! disse...

Enquanto fumava um cigarro e aquecia os pés à lareira li e reli o teu post e só me resta dizer
"give me five"
Beijossssssssss