sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

ATÉ A ROUBAR


... somos pobrezinhos.
Assim está bem, até dá gosto, requintadíssima localização, peças exclusivíssimas, pois, pois que a Harry Winston, não é bem uma coisita qualquer e um montante que já se pode dizer que vale a pena.
Nada de tiros ou outras barulheiras nem sangue, nem outras violências, o charme, o requinte, a finesse que os nossos larápios não terão nunca nem que façam um curso.
Nada de roubar caramelos a criancinhas e mercedecos a dondocas ou migalhas de caixas multibanco, ainda por cima pesadíssimas.
Pois é, que isto do savoir faire não é mesmo para quem quer, é para quem pode.

6 comentários:

Thunderlady disse...

Opá, o que me apetece mesmo dizer não posso!! :((

Bjs

Mr X disse...

Olha, sempre disse que esta era a minha profissão!

Anónimo disse...

Eu queria tanto ser amante de um desses ladrão, caramba...

:D
beijinho, querida

ovo*

Sorrisos em Alta disse...

Paris, sempre romântica... até nos assaltos!
;o)

Jedi Master Atomic disse...

O nível de organização que esse assalto requer não era possivel cá em Portugal.

Anónimo disse...

Beijo, quase de bom dia, mas pronto.

*

ovo