quinta-feira, 18 de setembro de 2008

DIAMANTES


Uma das coisas que mais me confundem é existirem pessoas que são, digamos, completamente tóxicas para não dizer mais, conseguem contudo passar aos olhos dos outros, melhor, de alguns outros como se das melhores criaturas do mundo se tratasse.

Há gostos para tudo até para sacrificar a dignidade em troca de um punhado de coisa nenhuma, mesmo que lhes doa horrores.

Eu, que como se sabe tenho um feitio horrível não consigo olhar e não ver o faz de conta, as conversas na janela das traseiras, as vidinhas de faz de conta, os exageros os desparrames de disparates.

Em contraponto, felizmente, existem as outras e hoje contudo sinto-me bem, compensada, conheci, uma mulher de corpo inteiro, uma mulher que está do outro lado destas coisas, uma mulher diamante.

É engraçado quando conhecemos alguém sem conhecer, isto é reconheço a pessoa porque coincidimos variadas vezes em locais públicos, nunca tendo contudo passado além do meio sorriso que se troca entre pessoas educadas que se cruzam algumas vezes num mesmo espaço.

Doravante, se nos voltarmos a cruzar, vou rasgar um pouco mais o sorriso e a duras penas conter-me de invadir a sua privacidade para a felicitar por ser mulher com M grande, enorme e bem à minha medida.

D. Sofia Leal, a senhora é uma mulher diamante.

5 comentários:

Thunderlady disse...

1. É, realmente há pessoas que são uma vergonha, não é?

2. Antes de o link fiquei a pensar porque é que nunca a tinhas abordado para lhe falar (é engraçado, somos capazes de abordar as pessoas para reclamar ocm elas mais facilmente que para lhes dizer coisas simpáticas, porque será?) mas depois de ler compreendi em parte :)

Bjokas!

najla disse...

Parabens pelo Post!

Li com atenção e de facto tenho de concordar contigo, é uma verdadeira MULHER DIAMANTE!!!!

Mr X disse...

Ora antes de ler o link ia só dizer que uma mulher diamante é, para além de cara, muito dura.
:)
Depois de ler o link acho que a Sofia é uma cara mulher e dura no que respeita à defesa dos seus.
Não me enganei muito...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ah, ganda mulher!

Ana Oliveira disse...

Há mulheres assim, capazes de fazerem tudo pelos seus...até entender uma profissão que além de roubar o tempo que lhes é devido se dedica a resolver os problemas dos outros e as deixa sós para resolver os próprios.
Uma mulher que merece o nosso respeito e admiração