domingo, 1 de junho de 2008

AMY WINEHOUSE

Não fui ao Rock in Rio, nem vou.
Mas tenho espreitado os concertos em directo que a Sic radical e Sic mulher nos oferecem.
Não vou aqui falar-vos dos excelentes concertos de Lenny Kravitz ou Jon Bon Jovi, quem viu percebe que está tudo dito a esse respeito.
Não venho aqui fazer a piadola fácil de que Amy Winewhouse, devia passar a chamar-se Amy Crackhouse.
Quero apenas lamentar que ninguém de entre os responsáveis pela sua carreira, tais como o seu agente ou responsável pela sua etiqueta, ou mesmo algum responsável do festival, não interessa quem, alguém, não tenha impedido a sua subida ao palco para exibir o estado lastimável de degradação humana, bem perto do último patamar , da última fronteira, a que esta cantora antes merecidamente premiada e reconhecida chegou.


Não julgo ninguém, não tenho esse hábito, ainda para mais no que diz respeito ao caso presente, no entanto torna-se evidente que ninguém pensou nela como ser humano, extremamente doente, tão debilitado, tão perdido que já nem sequer consegue gritar por ajuda, ninguém foi GENTE o suficiente para passar por cima de contratos, penalizações, motivações económicas e resguardá-la do triste espectáculo de si mesma.
É óbvio que Amy Winwhouse há muito perdeu o controlo da própria vida, não consigo perceber do que estão à espera os que a rodeiam para agir.


É sempre mais fácil rir, criticar, emitir um juízo de valor tantas e tantas vezes não mais do que afirmações completamente disparatadas, sobre matérias que nos são perfeitamente desconhecidas. Rotular as pessoas, troçar delas e seguir adiante, é fácil e até pode amealhar umas gargalhadas.
Estender a mão, ajudar, isso é muito mais difícil, penoso, sobretudo nestes casos de doenças que não cedem a medicamentos, pelo que nos ficamos pelo sorrisinho alarve de quem está imune às armadilhas do vício, pensamos nós...

Tenham um bom Domingo.

6 comentários:

Thunderlady disse...

Bom doa Tita!

Não vi nenhum dos ocncertos (ao vivo nem pensar, talvez quando se chamar Rock in Lisboa eu pondere lá ir se os bilhetes forem mais baratuchos e os magotes forem menores.
Ouvi falar, como tu, da prestação da menina.

E muitas coisas me ocorrem dizer, desde que tens razão até que talvez não seja rentável ajudá-la. Se está no limiar que penso, um mito vende mais que uma realidade.

MAs não queria ser fatalista nem "pessimista" nem nada.

Vá! Bom dia e eu agora vou laurear a pevide!

**

Gi disse...

Amyzade é o que eu tenho por ti;
Amyzade é o que ela, provavelmente, nunca sentiu!
Aos Amygos!

Lisa's mau feitio disse...

Bom dia, Tita!

Não vi a prestação da cantora. Não vi.
Mas julgo não ter ficado distante de outros pequenos grandes espectáculos com os quais já presenteou o público em concertos, em momentos do seu quotidiano e que as revistas não deixam passar em branco. Pelo dito consumismo, debaixo do holofote da desgraça alheia.
Tive na família um caso muito grave de dependência de substâncias fortes - não consigo chamar-lhes outra coisa. Custa-me.
E, por isso, tudo o que a esses cenários se assemelhe, toca-me profundamente.

Por quem estava próximo de mim e dos meus, tudo fizemos. Valeu a pena.
Pela senhora em causa... Resta-me pensar como tu.

Beijos doces e tem, também, um feliz Domingo!♥♥

Lisa

Lisa's mau feitio disse...

Tita, comentei o teu primeiro post de dia 29 de Maio apenas hoje. Não sei se tens aquilo que avisa que os posts anteriores foram comentados... Desculpa o recadito.
Lisa

Lisa's mau feitio disse...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Bom início de semana, Tita! :)

Lisa

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Prisioneira de Sonhos disse...

comento tarde mas aprovo 100%...

è uma pena porque além de adorar o que faz é uma grande Artista...

Mas quanto mais ela cai eles mais facturam e e isso que lhe interessa...