quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

SAUDADE


Foi por conta dela que aqui voltei.

Saudades vossas mas sobretudo minhas, nossas, do tu cá, tu lá das palavras, das diferenças, das semelhanças, da proximidade da divergência que coincide, das ideias, dos sentimentos, saudade de tanta coisa, sobretudo de mim, da que eu era e já não voltarei a ser, mesmo não divergindo de mim, do meu eu nuclear, hoje sou diferente, estou bem por ser diferente mesmo sentindo saudade da outra, da que ficou lá atrás.
Hoje, é dia de recomeço de deixar de escrever ao volante, palavras que se esfumam pela janela aberta e se espalham pelas auto-estradas, pelos rios pelos campos não encontrando nem rumo nem eco.
Hoje, é dia de recuperar a busca de mim dentro das palavras, tanto minhas, como vossas.
Hoje, é dia de quebrar a solidão.

6 comentários:

Pulha Garcia disse...

As saudades eram minhas, Tita. All the best e ainda bem que voltou.

Ana Oliveira disse...

Olá Tita

Ainda bem que voltaste!!!
É sempre bom que as nossas palavras não se "percam ao vento" mas encontrem eco nos nossos pares e se façam eco das palavras dos que nos são companheiros de viagem.

Obrigada pelo convite.

Um beijo

Ana

Simplesmente Vanda disse...

Hoje é dia de matarmos saudades tuas :))
Beijos grandes enormes do tamanho do mundo!!

rosa disse...

bom regresso tia!!!
a pirralhinha manda beijinhos ;)

Fatima disse...

Tita...que saudades!!!
Pela minha parte obrigada por partilhares este espaço e pelo convite.
É um prazer vir dar-te um abraço, ainda que virtual.

Beijos e bom fim de semana

Me Hate disse...

Então hoje, é dia de quebrar silêncios desejados mas, que já não são necessários com tanta frequência. Ainda bem, welcome back!