quinta-feira, 2 de abril de 2009

A PROPÓSITO DE RIR E DE RUGAS E DE COISAS QUE PARECEM E NÃO SÃO

Laughing Girl by Robert Henri

Adoro rir, rio, a toda a hora, quando não rio, sorrio, é uma coisa minha, tão impregnada em mim como respirar ou falar com as mãos, aiiiii, o falar com as mãos o que se cansou a progenitura para que o refreasse, que não era de bom tom, grosseiro até - completamente em vão. Não consigo evitar, sou eu, nada a fazer, o tempo e os milhões de sorrisos foram multiplicando pequenas rugas, marcas de expressão que são a minha identidade. Nasci para rir e rio mesmo quando me apetece chorar, rio , rio sempre, choro a rir, rio a chorar.

Gosto do riso de quem ri mas de quem ri porque sim. Gosto apenas e só do riso de quem de corpo e alma, inteiros ri, sem fífias, sem falsetes.

Rir por rir, rir como quem afivela uma máscara, rir para se fazer notar, rir à gargalhada só porque desta forma se é mais ruidoso e fazemos rodar as cabeças na nossa direcção não é, nunca foi ou será para mim. Aliás nem sequer é rir não passa de uma aleivosa e triste cópia do que é rir com o coração.

Rir deve ser, tem que ser, uma coisa sentida, profunda, autêntica, tem que ser transparente, nítido que faz parte de nós, um presente da alma, um cartão de visita, uma assinatura que nos revela como realmente somos e não como gostaríamos de ser ou como queremos que os outros nos pensem.

Completamente inútil fingir o riso, o sorriso. Apenas fica o esgar que alguém julgou que passaria bem disfarçado por sorridente moldura. Como se engana quem assim pensa, os olhos espelho da alma, não deixam nunca que o mentiroso riso passe por verdadeiro.

O que escrevo hoje foi completamente inspirado neste alinhar de frases do meu conterrâneo e amigo Fj, que me recordou que um dia houve alguém que displicentemente me chamava amiga e não conseguiu ver os milhares de sorrisos que tinham habitado as rugas que tinham ficado no seu lugar.

Apenas conseguiu ver e valorizar as rugas que ficam no rasto dos sorrisos, da expressão do que é autêntico, não foi capaz, não teve nunca intenção de ler a alma de quem sorria, ficou-se pela apreciação grosseira dos sulcos vazios onde ontem bailaram os sorrisos que voltarão hoje, amanhã, todos os dias da minha vida, passou apressado sem ver o mais importante, melhor, o que eu pensava que mais importava e nesse preciso dia decidido ficou que esse alguém não era quem aparentava ser e que daí em diante seria, absolutamente só e não mais do que ninguém.

9 comentários:

Thunderlady disse...

Adorei a frase "não conseguiu ver os milhares de sorrisos que tinham habitado as rugas que tinham ficado no seu lugar". Só conseguiu ver as rugas.

Amiga cega. Amiga? Quem não nos conhece é amigo?

Bem, voltemos ao riso.. sou muito como tu, mas tenho o grande mal de os nervos me darem para rir.
Consegues calcular em que situaçõe mais inusitadas me desmanchei a rir?
(Chato, muito chato).

Gosto de rir. Rio sem chorar porque detesto chorar.

Beijos, dia bom!!

Ovinho Estrela(do) disse...

Bom diaaaaaaaaaaaa!! :))

Tanto a dizer... O riso, o sorriso, a festa dos falsos sorrisos, as gargalhadas puras, as dores de cabeça de tanto rir, o xixi porque se riu até mais não poder, os sorrisos amarelos, os abertos, ... Eu sei lá!

Tanto a dizer... não fora o pouco tempo que tenho para te escrever agora aqui... tanto a dizer! Mas fico-me pelo enorme rasgado e valente sorriso com que bem sei que sabes que enfrento "este" dia!!


Grande post, grandes palavras!

A miss Cartaxo no seu melhor!! :D

beijo tão grandeeeeeeeeeee!!

najla disse...

Lindo texto!

Adorava sorrir a toda a hora. Mas não sou assim. Aliás, nunca fui! Sou muito séria! E esforço-me por sorrir, não para os outros (que não faço "fretes"), mas apenas porque sim! Mas mesmo assim, sorrio quando leio um simples e-mail, ou um sms ou porque na estrada que faço todos os dias, vejo as crias de coelho....mas julgo que deveria sorrir e rir mais!

Gostei do que li. Faz-nos reflectir!
beijinhos

Alexandra disse...

Que giro, ia precisamente escrever sobre isso.

Adoro rir e adoro rugas de sorrir.

São marcas perfeitas que nos dizem muito sobre uma pessoa.

Feias são as rugas de quem não sorri. Caem por um precipício sem fim. São rostos estranhos.

Agora, já me aconteceu, numa aula de dança, o par ficar nervoso porque pensava que estaria a rir-me dele, quando estava simplesmente divertida...

Fj disse...

Mas que belo texto!
Parabéns!
Até fiquei 100palavras para comentar com as palavras que o merecem!!

os 2 1ºs parágrafos revejo-me neles, ;)



Acredita que eu hoje ri e de vontade quando imaginei a tua leitura matinal**
:P
Beijinhos para atenuar o amuo
:)))))


** ref#
(meu post d 1 Abril)

acredito que (não) tenhas sorrido ao ler o meu primeiro comentario depois da meia-noite!
Sorry!!
... amuadinha??

SONHADOR disse...

rir é o melhor remédio.
rir faz sempre bem à saúde.

beijos.

Me Hate disse...

Se soubesses, ainda hoje, o quanto OS progenitores me chamam... à atençaõ para não falar com as mãos. :(

E o quanto eu me estou nas "tintas"! :)

Um dia, era eu miuda (muito, mesmo) E DISSE: se o gesto é o continuar da palavra e, acima de tudo o prolongar do sentimento, nunca o deixarei de fazer!

Depois desta e de outras semelhantes, "cre-se-me" que me "cortaram" do testamento... NO PROBLEM, até aqui a coisa foi dando... quando não der... Bom, talvez tenha de trabalhar mais 5 horas para além das 12 de sempre! Acima de tudo, agora!

Boa onda, e... com dificuldade mas, caramaba: tem MESMO de Tar-se como dizem os putos betos! ;)

Me Hate disse...

Desculpa estar no meio desta hora a "rir" mas não posso fazer outra coisa, senão isso mesmo

... Oiço, em loucura AVCHO QUE, POSITIVA... (no meu "fabuloso" mp3, Callas e outros... não interessam, os outros, são bons) mas, depois de ter entrado às 8 da mahnh~~a, de ter andado a fazer entregas maradas por causa do Expresso por tpda a Estremadura e, por ter prometido (CA BURRA) a uma amiga que lhe dava boleia para Alvalade nada mais me faz mesmo ter a certeza que que tenho falta de cérebro... MUiTO!

Acima de tudo porque já fechei os olhos no teclado 5 6 ou sei lá vezes.

não queria é que pen sasse s que naõ ando por cá... ando, mas, meia tipo... mumia... perdoa se nos prximos tempos não aparecer... porra qure já não vejo mas é nada... enfim bom fim d semana...

bJJJ

I. disse...

Adoro rir e pratico bastante. Pelos vistos é bom para a pele, que as únicas rugas que tenho são de expressão (nada de pés de galinha, nem vincos na testa, nada!).
Não há creme ou comprimido que se lhe compare ;)