quarta-feira, 11 de março de 2009

PENSAVAM QUE


Eu não atirava uma boquita à volta da visita de José Eduardo dos Santos?

Pois, não vou dizer nada.

Bagão Félix, tirou-me as palavrinhas da boca uma por uma,

ao dizer que é no mínimo estranha,

para não dizer assustadora, a escalada de Angola na economia nacional.

E mais não digo que hoje estou muito bem humorada.

9 comentários:

Tretoso Mor disse...

Pensamentos a Metro,

Pois é!...

Oos tipos pedem ajuda Internacional!...

Em troca de quê?...

Ah! e tal, temos aqui uns bidonzitos de petróleo, mas com a baixa de preços do dito cujo, o dinheiro não chega para os hospitais...
Os diamantes estão a "secar"... também não dão para as infraestruturas básicas...
O Ouro, não arranjámos dinheiro para as máquinas explorarem as minas...

Ajudem-nos, por favor!...

Vai sair um novo avião cessna preparado com infantário para o neto poder viajar, e não há dinheiro para o comprar!...

Tretices indgnadas por aqui

pensamentosametro disse...

Ai Tretoso mor, e não viste tu os empreendimentos de luxo, as propriedades megalómanas, os centros hípicos que crescem debaixo do meu nariz aqui pelas ruralidades, ajudem-no coitadito que precisa porque "lavar" o dinheirito de tanto tráfico desde as influências, passando pelas armas e diamantes sem esquecer o petróleo, dá o a seu trabalho... :)


Bjos


Tita

Thunderlady disse...

Hoje estou com uma ressaca de gente dessa... nem vou emitir opinião que ontem à noite foi uma estupada.

Esotu furibunda.

Bjokas

Mozka Tché Tché disse...

Interessante é ver os anúncios de venda de apartamentos nas Torres São Rafael.
Engraçado é saber que foram comprados com ouro e diamantes.
É fácil lavar dinheiro em tugal. Demasiado.

I. disse...

Eu também estou muito caladinha.
Que asco de gente... e lá pelas terras angolanas, quantas crianças passam fome ou são estropiadas pelas minas que ninguém se preocupa em desenterrar? Ou morrem de cólera e sem saber escrever o seu nome.
Que asco de gente.

najla disse...

Se para muitos, viver em Portugal é um inferno; para outros é um óptimo paraíso....de muitas coisas paralelas e obscuras, claro!

mimanora disse...

Eu nem quero pensar nessa gentinha.
Este complexo de ex colonizador é o que dá, somos nós os colonizados agora!
Fartinha de gente complexada!
Os governates de hoje em dia não governam, governam-se.

Pulha Garcia disse...

Totalmente de acordo, Tita.

Acho muito bem que os governantes Portugueses tentem aproveitar ao máximo as relações que têm com Angola e que num certo sentido tenham que ser hipócritas. Mas há limites. E um deles é que a imprensa de um País democrático como Portugal possa retratar com verdade a pouca vergonha e a injustiça que a referida "escalada de Angola na economia nacional" e até mundial, pressupõe.

Em vez disso ficam todos a olhar para o Bob Geldof como se ele estivesse a anos luz da realidade...

Me Hate disse...

Ora é por essas e por outras que já estou inscrita na empresa de um amigo para ir para Angola Country... a city não interessa! Aquilo que ele me conta é fantástico... trabalho e diversão, praia e descanso. Não há nada que enganar! ;)