terça-feira, 4 de novembro de 2008

EU TENHO A MANIA



Que sou esperta, vivaça e tal, que não me comem as papas na cabeça e por aí adiante.

Mas é mesmo só a mania, no fundo, no fundo, não passo de uma tótó, eu explico: é que ainda me consigo espantar com coisas que vou sabendo naturalmente, atitudes, objectivos traçados por outros que eu tomei, por pura ingenuidade, por, por, por, olha, por particularidades de personalidade, e afinal eram outra coisa bem diferente, mesmo do outro lado da minha perspectiva, tinham objectivos bem traçados que nada tinham a ver com o que pretendiam demonstrar à primeira vista.

Não posso negar que me faz confusão, devia talvez ter a pestana mais aberta a esta altura da vida, não sei, acho que para estas vilezas nunca estarei suficientemente alerta, porque prefiro passar por ingénua a tornar-me desconfiada.

Contudo estas coisas deixam marcas e acabam por nos roubar um bocadinho de tranquilidade e por nos tornar um bocadinho mais cautelosas.

Presentemente, quando conheço alguém, seja a nível pessoal ou profissional, pondero e analiso melhor quem se propõe conhecer-me e com que intenção o faz, conheço os sinais de alerta que se escondem por detrás das perguntas, dos convites.

Não sei é se gosto desta nova atitude face às novidades da vida, será mais segura, mas também menos, muito menos, minha. Será nesta direcção que caminham os relacionamentos destes nossos ditos novos tempos? Eu gostava de acreditar que não, apesar de tudo.

7 comentários:

Vekiki disse...

Podes crer! Também não acho nada OK ter que avaliar cada pessoa que entra na Teia...gosto de me dar sem pensar...mas tenho que deixar de o fazer...é pena!
beijos

najla disse...

Este post podia ser meu!
Nem mais! Também me julgo muito cautelosa e tento sempre estar preparada para eventuais "choques"...para que estes não o sejam!
E dou por mim muitas vezes a ficar surpreendida! Mas acho que por um lado é bom! É sinal que ainda o conseguem...pior seria se com esta idade já nada me surpreendesse.
Ciao bella

Thunderlady disse...

Costuma dizer-se que paga o justo pelo pecador, não é?

Essa tua atitude vem obviamente de teres tido tantas más surpresas que já partes para um novo relacionamento cautelosa. Espero que fiques pela cautela e não passes mesmo à desconfiança. A desconfiança não costuma ser um bom ponto de partida (nem meio nem fim!) numa relação e fecha certas portas. Fica só cautelosa, abre a porta com cuidado, analisa todos os sinais :)
E não te esqueças que a 1ª impressão é a que conta sempre mais!
Segue o instinto.

Bjs e dia bom!

fernando jorge disse...

começo a ter algum receio ...daqui a uns anitos.

tu não eras assim, pois não?
.
beijinhos

pensamentosametro disse...

Fj,

Não era não, era ainda mais tótó, ahahahah. Nada como andar a Ribatejanar para chegar cedo a casa.

Beijoooooooooos

pensamentosametro disse...

Vekiki,

OK não será mas tem que começar a ser antes que nos ponham KO :)))

najla,

Se as surpresas fossem sempre agradáveis eu nem me importava o pior é que na maioria das vezes é pelo lado menos bom que me deixam de boca aberta.

Thunderlady,

É por aí mesmo, sabes bem do que falo.


Beijoooos


Tita

Ana Oliveira disse...

Tita
Tenho para mim que às vezes mais vale ser um bocadinho tótó do que desconfiar de tudo e de todos e depois, sabes que com a idade vamos ficando com o radar mais apurado!
Confiar na intuição é sempre um bom principio e mais vale dizer depois : "ah afinal enganei-me até é boa pessoa" do que nem nos dar-mos a oportunidade de confiar.
Isto sou eu a dizer!!

Beijos

Ana