segunda-feira, 10 de novembro de 2008

AFINAL A TRADIÇÃO AINDA É O QUE ERA




Porque acreditamos, cultivamos, amamos a tradição, apesar dos pesares e porque isto de ser Ribatejano é uma coisa muito forte lá nos fizemos mais uma vez à estrada rumo à Golegã e a casa dos nossos amigos.

Como sempre a passeata foi óptima, patrocinada pelos magníficos cavalos que habitam aquela quinta criada à mão, como quem cria um filho. Seguiu-se a festa campera e à noite transferiu-se a festa para a feira onde nos aguardava a fadistagem, afinada e pronta para desgarradas até às 5 da manhã, na adega do costume.

Cheiros de outrora, amigos de sempre, gosto de os ter no meu presente e espero que façam parte do meu amanhã, até os que já partiram da nossa vista, nunca do nosso coração, estiveram lá.

Se quiserem fazer parte disto, da alma do sentir Ribatejano ainda vão a tempo e não se arrependerão acreditem.

6 comentários:

Mr X disse...

Pois também tenho grandes amigos na Golegã onde de vez em quando passo uns dias a comer e a beber.
E há muita música por ali :)

Me Hate disse...

Tché, ainda na semana passada me convidaram para ir à Golegã... disse que não por respeito puramente estupido, enfim...

Mas agora estou arrependida, pensei nos outros e não em mim... e devia acima de tudo pensar: na comida e naa bebida, não tanto pelos cavalos mas olha... agora tarde piaste!!! :(

pensamentosametro disse...

Mr x,

Terrinha de muitos encantos e muita música.

Me hate,

Pois olha digo-te que fizeste mal, muito mal. Para a próxima já sabes.



Bjos


tita

Marco Rebelo disse...

feira do cavalo .. nunca lá fui..mas lá irei :)

Fatima disse...

Nunca fui à feira da Golegã, mas um dia destes, vou!
Inculta é o que sou!

Ovinho Estrelado disse...

Que inveja, cara Tita!
Que inveja...

Um dia!

:)

Beijinho enormeeeeeeee!! Daqueles mesmo enormes, sim? :)