sexta-feira, 17 de outubro de 2008

"DICIONANDO"





do Lat. originali


adj. 2 gén.,
relativo à origem;
que está na origem;
primitivo;
natural;
inato;
que tem carácter próprio;
inventado, feito sem modelo;
que não tem semelhante;
singular, extravagante, excêntrico;
fora do vulgar;


s. m.,
modelo;
obra de arte, que é criação do autor;
minuta, manuscrito primitivo, de que se tiram cópias;
modelo de que se faz o retrato;
pessoa singular, excêntrica.


E mais não digo, porque o original é sempre melhor do que a cópia !

9 comentários:

Thunderlady disse...

Lembras-te das "Impressões digitais" dos GNR?!!

Claro que lembras, eu sei :))

O original é sempre melhor. Se não fosse não tiravamos cópias para poder riscar e sublinhar e tirar notas e aldrabar e tudo o mais à ovntade. A cópia, memso sendo reles, ajuda a preservar o original.

(Inspirei-me nas nao sei quantas horas que já tenho em fte à copiadora para preservar um livro que me saiu bem caro!!)

Bjs, dia bom!

Pepper disse...

É como aqueles sumos de laranja da Compal que dizem eles 100% sumo de fruta...

O meu canto está de "cara lavada" quero opinião da Sr.ª D,ª Tita!

Mr X disse...

Pois, mas isso de ser original em pt não tem os melhores resultados...

pensamentosametro disse...

Thunderlady,

Nem mais Vanda MAria, contudo há ainda a separar fotocópias de cópias...Pois hoje sou eu que estou com queda apra as filosofias de algibeira.

Bjos


Tita

pensamentosametro disse...

Estrelinha,

Já lá vou!


Mr. X,

E tu sabes bem que não é fácil, ainda por cima anda por aí a cópia..., mas só porque deixas.


Bjos


Tita

Mr X disse...

Tive conhecimento de uma cópia, mas já foi há muito tempo. Esta nova não sei...

pensamentosametro disse...

Pois foi X, a cópia singrou porque o original teve que ficar pelo caminho. Mas lembra-te do que te digo sempre, nunca é tarde para quem tem talento.


Bjos


Tita

Thunderlady disse...

Com a evolução tecnológica também as cópias evoluem (metaforicamente falando, pois) e se reproduzem que parecem vírus.

Antes havia os copistas, depois Gutenberg inventou a prensa, depois foi o papel químico e a fotocopiadora... agora com o copy-paste então nem se fala! Todos têm acesso, todos sabem usar... e poucos sabem de onde vem o original.
Ás vezes nem o próprio original sabe que o (ainda) é!

**

pensamentosametro disse...

Thunderlady,

Exactiqualmente, a minha cabecinha esquece-se sempre dos detalhes, é a tal síndrome do "despassaramento agudo", ahahahah, estou a ir, estou a ir.


Bjos


Tita