terça-feira, 15 de julho de 2008

DEFENDO


Incondicionalmente que cada um deve comer apenas e só do que gosta.


Na condição, porém, de nunca deitarem migalhas para cima de ninguém.


Tudo o resto, é-me completamente indiferente

7 comentários:

Anónimo disse...

Que imagem extraordinária! Mais uma. Não há ninguém em Portugal a escrever como tu.

Anónimo disse...

Tita! Que bem me saberia partilhar essas migalhinhas de bolo com esse bebé da foto! Gulosa, eu! :D
Dessas quero eu que mandem para cima de mim, ora!

Anónima: tens toda a razão! Não há ninguém em Portugal a escrever como a Tita! Mas como tu... "Lamento lamentar"***, mas há gente aos montes! Resmas de gente a escrever como tu! O que faz da tua escrita algo vulgar. Mas mais não se poderia esperar. A ordinarice tem um efeito assim no ser humano: a vulgaridade. "Temos" pena!

*** é-te familiar a expressão, certo? ;)

Beijinhos, Tita!

Teresa
:)

Pepper disse...

Titia! :)

Eu estou a ler o teu post e a comer uma sandes de queijo.

Vou tentar não sujar a mercearia. 'Tá? ;)


Beijooooo

Xinha disse...

Ehehehe...
Tava a comer umas bolachinhas .. e dei por mim a olhar po chão !! São apenas umas pouca migalhinhas.. e não estão em cima de ninguém... ;)

Xi-coração

Anónimo disse...

LOLOL

Quanto é que te pagaram, Teresa Anónima? :)))

Anónimo disse...

Olha, oh santa infeliz, recebo bem mais do que tu... andas por aí desvairada.
És mesmo infeliz.

Em boa hora... Em boa hora...

Ui...

Teresa

Rita disse...

Isso era mau porque as R's íam passar o resto da vida a comer salsichas com puré de batata. Estes anónimos dão-me vómitos...
Jokas