quinta-feira, 31 de julho de 2008

AFINAL

Muita parra e pouca uva e a montanha pariu um rato. Açoriano...

6 comentários:

Curiosa disse...

Mais valia que não viesse. Não tinha gasto dinheiro nosso. Afinal para quê? Não percebi nada mas também pouco vi e pelo que me disseram foi um desastre, tadinho. Deve ser da dicção! É de ser Mouro???



Kisssssss (este foi propositado, eheheh).

Gi disse...

Quem era a montanha?
Qual era o rato?
Ratos no estômago foi com o que fiquei.
Não te cheirou a queijo?

pensamentosametro disse...

Curiosa,

Também fiquei para lá de desiludida. A qualidade humana gasta-se? Ou será que a incompetêcia é contagiosa.

Gi,

Não foi bem a queijo que me cheirou, ehehh.


Bjos



Tita

najla disse...

Eu não quero dizer "eu disse" mas eu não disse que ficariamos desiludidos?
Aí tá a prova!
Bjs

Anónimo disse...

politiquices...

bjsssss

teresa

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pariu um rato, mas muito malandreco. Espere pel "rentrée" e vai ver que é rato escondido com o rabo de fora.