quarta-feira, 4 de junho de 2008

ACREDITO

Na formação, na especialização.
Acredito, sobretudo na experiência, na vocação.
Acredito que quem não tem vocação nunca deveria ter buscado especialização na área A em vez da B, apenas porque sim ou porque não tinha média, ou por outra razão qualquer.
Os resultados estão à vista em tantos sectores sensíveis, alguns da maior relevância para o futuro deste país.
Os danos são irreparáveis embora, por enquanto, apenas a ponta do iceberg seja visível.

6 comentários:

Pepper disse...

Eu já nem digo nada!
Deixo é o "barco" andar...

Beijos

Gi disse...

Não se aponta que é feio não vá a ponta do iceberg virar-se de ponta! ;)

pensamentosametro disse...

Pepper,

Esse é o tugadefeito nº1

Gi,

Ai se um dia isso acontecesses, era bonito era...


Bjos


Tita

Thunderlady disse...

Eu acredito que devagar se chega longe. Dava muito jeito e ajudava imenso que sim, que as pessoas se formassem / especializassem no que estão vocacionadas para. O problema não é só vocação. É colocação também.
Muitos estão alocados a funções "trocadas" com outras pessoas (que desconhecemos, óbvio) Bastaria uma boa baese de dados para repôs a conformidade?? Falta especialmente a força de ovntade, acho.

Todos querem tudo. Ninguém está disposto a ceder em nada.

Bjokas

pensamentosametro disse...

Thunderlady,

Já falámos disto ao vivo e a cores, creio. Aqui refiro-me apenas à vocação, assusta-me tanta asneira que por vimos.

Bjos


Tita

Rita disse...

É verdade e há profissões onde a vocação deveria ser um dos requisitos essencias como na medicina e na educação...
Jokas