quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

COMEÇAR ...


Um novo ano é como que abrir um livro de um autor totalmente desconhecido, espero que a "prosa" vos agrade e, se por algum acaso, o rumo da acção, não for do vosso gosto, alterem-no, moldem-no, tomem a vida nas vossas mãos, vivam-na, não se conformem, não baixem os braços, nunca, lutem com todas as vossas forças, obriguem-se a ser felizes, conheço bem esta luta, sei que é sem quartel, implacável, mas não desistam vão ver que embora perdendo aqui e ali uma ou outra "batalha", esta é uma "guerra" que vale a pena ganhar.

2 comentários:

hollygang disse...

Sem dúvida!... Bom 2008, com muita garra e sorte.

Mim disse...

Quero um 2008 calminho, calminho... Não preciso que seja poético nem nada, só que seja calminho...........

Beijinhos