domingo, 11 de novembro de 2007

CONTINUO


... a viagem, depois de retomar a rota, da qual nunca me devia ter desviado.

4 comentários:

Thunderlady disse...

Tita, às vezes, se não desviássemos a rota, não nos aperceberíamos de que não bnos devíamos ter desviado dela, o que faz com que lhe demos muito mais valor e queiramos permanecer nela, com a certeza que a queremos mesmo.

Outras vezes, se não nos desviarmos da rota podemos não ter outra perspectiva da nossa viagem e não a apreciar devidamente, ou não ver algumas necessidades para essa mesma viagem.

Não te arrependas de te teres desviado. Aproveita as vivências desse desvio.

Beijinhos

pensamentosametro disse...

Thunderlady,

Mais uma vez tens razão, vou apenas guardar o que interessa, o resto vai borda fora.

Bjos

Tita

leao_xxi disse...

e espero que a rota tenha águas calmas...

pensamentosametro disse...

leão,

Procuro navegar sempre águas calmas, às vezes aparecem uns "remoinhos" que prontamente são desfeitos.


Beijos RRR

Tita