segunda-feira, 26 de novembro de 2007

CICATRIZES

Não sou daquelas pessoas que alimentam rancores, que fazem disso quase uma cruzada em nome desse sentimento mesquinho, pequenino, escuro. No entanto há coisas que não perdoo: traições, deslealdades, inverdades.
Pensando melhor, se calhar perdoo mas não esqueço, é como o pequeno incidente, que nem a acidente chegou de tão pequeno, no entanto obrigou a que a bem da correcta cicatrização, fossem necessários dois pontos, apenas dois, passado algum tempo já ninguém recordaria o incidente se não fosse a minúscula cicatriz, tão pequena quase imperceptível e no entanto presente, lá, marcando a data do incidente, para sempre.
Ah, se não fossem as "cicatrizes" seria bem mais fácil, perdoar e quem sabe até esquecer
Tita

8 comentários:

Thunderlady disse...

... as cicatrizes também servem para ver-mos omo conseguimos recuperar e seguir em frente, não achas Tita?

pensamentosametro disse...

Eu acho que tens razão, mas não consigo deixar de olhar para as "cicatrizes", mesmo pequenininhas, pelo menos para algumas, as que importam.

Bjos

Tita

xá-das-5 disse...

As cicatrizes são troféus! Na verdade, mesmo recortados, cá continuamos. e os outros não.

hollygang disse...

E as cicatrizes são também importantes no processo de aprendizagem. Não esquecer é quase sempre bom, embora não pareça...

gaia disse...

forgiven, not forgoten

Gione disse...

Eu tão cheia de cicatrizes ... não me importo nada com elas!

Já com as borbulhas, apetecem-me mesmo fazer-lhes uma cicatriz!

pensamentosametro disse...

Eu gosto das minhas cicatrizes, podiam era ser um bocadinho menos, compreendem?

Beijos

Tita

Jedi Master Atomic disse...

Tita,

O processo de perdoar não tem a ver com "as outras pessoas". Tem a ver com o facto de TU dizeres a ti mesma que não queres mais estar a sentir algo mau. ;)