sexta-feira, 7 de setembro de 2007

HOJE ESTOU DE BEM COM O MUNDO!!!

Ontem à noite, já tarde, por volta das 23. 30, talvez um pouco mais, toca o telefone, como eu acho ser usual em toda as pessoas telefone fora de horas não é bom presságio, telefone fixo, sem possibilidade de ver o número, atendo e : - Então Red? deixa-se um pobre caminheiro à porta? Não corri, voei, em direcção ao portão das traseiras, pelo caminho accionei o comando e aquelas portas nunca me pareceram tão lentas, sabia antecipadamente quem estava do outro lado, só uma pessoa no mundo me chama Red e sobrevive, João és mesmo tu? Precisava tanto de ti.


Preciso sempre, o João é um "amigo de nascença", conhecemo-nos desde sempre, foi sempre o irmão que nunca tive, um modelo de coragem e preserverança, foi com ele que aprendi a remar contra a maré, a enfrentar mares encapelados, e que mares já enfrentámos juntos..., não sei quantos de vocês têm a noção do que é descobrir que se é gay nos anos 70 e assumi-lo sendo filho de um Juiz e de uma Professora, pertencendo a um das famílias mais tradicionais do Ribatejo por tudo isso, tenho por ele um respeito e um amor sem limites, sem fronteiras, sem restrições um amor diferente, de irmãos mas sobretudo de camaradas de armas, foi com ele que aprendi a combater o preconceito e a enfrentar o mundo em minoria, mas de cabeça levantada, a não ter medo de cair, aprendi a sacudir a poeira e levantar-me quantas vezes fossem precisas até alcançar o objectivo.
Embora hoje o João seja um cidadão de todos os países onde há guerra, fome, injustiça e esteja sempre onde dele precisam e nunca, comigo, faz-me sempre falta, falamos sempre que ele consegue deitar a mão a um meio de comunicação.
Agora, entre duas missões, vai ficar connosco por alguns dias. Como sempre, vem doente e cansado embora diga sempre que não, mas muito feliz, tem no olhar a serenidade que eu necessitava para acalmar o meu coração.
Depois de cumprir as formalidades na organização humanitária onde é médico e de fazer os habituais testes vai voltar para estar algum tempo connosco antes de voltar para os "Infernos" a que ele chama casa, os únicos lugares onde consegue ser feliz, foi a sua escolha, lamento que seja assim, de forma egoísta, queria que ele estivesse mais comigo, mais "à mão", a trabalhar num qualquer hospital, ao alcance de um toque de telemóvel, mas como acho que não vai ser nunca assim vou aproveitando estes momentos, estas poucas semanas e confesso que não podia ter chegado em melhor altura.
Beijos
Tita

6 comentários:

wednesday disse...

Até eu fiquei contente e emocionada!:)

xá-das-5 disse...

Os Joões são sempre 100%!
;)
Um abraço a esse corajoso! É por pessoas como ele que vamos sabendo a verdade do mundo. E é com pessoas como ele que esse mundo, às vezes, é menos mau.

pensamentosametro disse...

Xá,

Ainda bem João, também tenho um João um João Diogo para ser mais exacta. Obrigada pelas tuas palavras fico muito feliz quando alguém entende, realmente, o esforço do meu amigo.

Beijos

Tita

Thunderlady disse...

É bom ter um amigo assim, cujos laços não se desfazem e se intensificam sempre.

Vocês são o porto de abrigo um do outro, não é o tempo que estão juntos que ocnta, mas o saberem que quando estão juntos estão MESMo juntos..

Aproveita bem estes dias e a presença dele!

Beijinhos

(PS - passei-te uma corrente)

gaia disse...

deve ser fabuloso ter alguém assim!
e deve ser fabuloso o sentimento de realização dele, perante tudo o que já fez e faz, no e pelo mundo.

goza bem estes tempos e aproveita para acalmar o teu coração.

pensamentosametro disse...

Gaia e Thunderlady,

Peço desculpa pela leitura tardia mas como sabem estou a viver um momento que vai ser curto e tenho que aproveiar, obrigada pelas v/ palavras.

Tita